EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

Empresa finlandesa que desenvolve materiais biodegradáveis vence Prémio Radar da Inovação

Empresa finlandesa que desenvolve materiais biodegradáveis vence Prémio Radar da Inovação
Direitos de autor euronews
Direitos de autor euronews
De  Julian GOMEZeuronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Uma empresa de biotecnologia finlandesa está a tentar desenvolver embalagens biodegradáveis e compostáveis.

PUBLICIDADE

Uma empresa de biotecnologia da Finlândia está a desenvolver embalagens biodegradáveis e compostáveis para substituir o plástico.

Os investigadores misturam enzimas e lignina, uma biomolécula da madeira, para substituir, no futuro, as matérias-primas feitas à base de petróleo. "A principal aplicação é um escudo que melhora a resistência do papel, a resistência à água. E resinas para colar compensados. E há também os lignopolióis, uma matéria-prima para a produção de isolantes para a construção”, disse à euronews Toni Gronroos, diretor de tecnologia da Metgen Oy.

Os materiais do futuro para a transição ecológica

Trata-se de uma solução específica que visa substituir os revestimentos usados nas embalagens feitos com derivados do petróleo. O produto desenvolvido pelos investigadores pode ser transformado num revestimento para superfícies de papel. Para os investigadores trata-se de um passo científico importante para a transição ecológica.

“A principal vantagem deste produto é o facto de ser reciclável, biodegradável e compostável. Substitui todos os produtos químicos de origem fóssil, que são atualmente colocados em aterros e que não são biodegradáveis", explicou Liji Sobhana, gestor de inovação da Metgen Oy.

euronews
LIJI SOBHANA, GESTORA DE INOVAÇÃO, METGEN OYeuronews

O prémio europeu Radar da Inovação 2021

A tecnologia acaba de ser premiada com o prémio Radar da Inovação 2021. Uma distinção apoiada pela Comissão Europeia que visa ajudar as empresas inovadoras a chegar ao mercado.

A empresa de biotecnologia premiada emprega atualmente cerca de trinta pessoas e não tem falta de projetos. Os novos produtos poderão chegar ao mercado no espaço de um a três anos.

"A tecnologia está pronta para a industrialização. Passámos as fases de desenvolvimento de tecnologia e de engenharia. Chegámos a produtos específicos numa fase de pré-comercialização. O próximo passo é construir fábricas, aumentar a escala e chegar ao mercado", Matti Heikkila, chefe das operações da Metgen Oy.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

As casas inteligentes do futuro

MWC2024: A Inteligência Artificial remodela a experiência do utilizador de smartphones

Digitalização das PME: Huawei Connect 2023 apresenta tecnologia de ponta