Steven Sotloff: o apelo de uma mãe ao "Estado Islâmico" não salvou o filho

Steven Sotloff: o apelo de uma mãe ao "Estado Islâmico" não salvou o filho
Direitos de autor 
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
PUBLICIDADE

O “Estado Islâmico” publicou um novo vídeo de mais uma decapitação de um jornalista. A vítima, desta vez, foi Steven Sotloff – tal como os terroristas ameaçaram aquando da decapitação de James Foley, em agosto último.

Na passada quarta-feira, a mãe de Steven, Shirley Sotloff, publicara, também ela, um vídeo, através do New York Times, no qual apelava ao “Estado Islâmico” para que libertasse o seu filho.

Dirigindo-se diretamente a Abu Bakr al-Baghdadi pelo autoproclamado título de “califa”, Shirley Sotloff destacava, no apelo, o facto de o filho ter “viajado para o Médio Oriente para relatar o sofrimento dos muçulmanos nas mãos de tiranos.”

Nada a fazer. Em mais um ato bárbaro, os terroristas do “Estado Islâmico” assassinaram Steven Sotloff. O jornalista tinha 31 anos.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Estados Unidos lançam ataque maciço contra milícias no Iraque e na Síria

Embaixada dos Estados Unidos em Bagdade atacada com rockets

Da celebração ao horror, casamento acaba com mais de uma centena de mortes no Iraque