A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

A situação em Ferguson aos olhos de canais de televisão europeus

A situação em Ferguson aos olhos de canais de televisão europeus
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Protestos causados pelas divisões raciais eclodiram, nos Estados Unidos da América, na última terça-feira, depois da decisão de um grande júri não seguir com o processo contra um polícia que matou a tiro um adolescente negro. A situação relançou o debate sobre as comunidades de negros e o reforço da lei, a France 2 acmopanhou o evoluir da situação.

Alguns comentadores russos, comparam a agitação em Ferguson com os protestos em Maidan, Kiev, que derrubaram o presidente ucraniano. Outros, como a televisão estatal russa, RTR, descrevem a situação como estando “fora de controlo” e dizendo que é um “estalo na democracia dos Estados Unidos da América”.

Sereno e de consciência tranquila. É assim que se sente Darren Wilson, o polícia de Ferguson que matou Michael Brown. Ele deu, pela primeira vez, uma entrevista à televisão na qual explicou a sua versão dos factos. A Rai Uno fez uma reportagem sobre a matéria.

O dia de Ação de Graças ficou marcado pelo regresso à calma tanto em Ferguson como noutras cidades dos Estados Unidos. Mas a tensão criada pela segregação racial será difícil de apagar. Uma reportagem da TVE.