A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

COI: "Contenção orçamental" é a nova regra para a realização de Jogos Olímpicos

COI: "Contenção orçamental" é a nova regra para a realização de Jogos Olímpicos
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Chegou a hora da reforma no Comité Olímpico Internacional. O lema é a “contenção orçamental”. No futuro, os candidatos à organização de Jogos Olímpicos deverão apresentar “um projeto adaptado à realidade social, económica, ambiental e desportiva” do país e serão preferidas infraestruturas provisórias e cidades “já bem equipadas” em detrimento de países emergentes desejosos de dotar-se de novas instalações desportivas.

Uma reforma essencial, depois do orçamento faraónico dos Jogos Olímpicos de Inverno, em Sochi, ou do desastre da campanha para os Jogos de Verão de 2022, aos quais só duas cidades – Pequim e Almaty, no Cazaquistão – se candidataram.

Aliás, o conceito de cidade-anfitriã será abandonado. Várias cidades, ou mesmo, um país, poderão, no futuro, organizar os Jogos. Estas são as primeiras medidas, já aprovadas, de um pacote de 40, que o COI está a analisar.