Última hora
This content is not available in your region

"O Velho do Restelo" de Manoel de Oliveira

"O Velho do Restelo" de Manoel de Oliveira
Tamanho do texto Aa Aa

O cineasta português Manoel de Oliveira tem mais motivos para celebrar: acaba de completar 106 anos e de lançar um novo filme. Considerado o mais velho realizador do mundo, no ativo, ele foi também distinguido com a Legião de Honra francesa:

“Para mim é uma grande honra receber, de França, esta distinção”, afirmou Manoel de Oliveira na cerimónia de entrega do galardão.

A mais recente película do cineasta, que fez o seu primeiro filme em 1931, é uma curta-metragem de ficção.

“O Velho do Restelo” passa-se no século XXI mas apresenta um núcleo de personagens históricas como Dom Quixote, Luís de Camões e Camilo Castelo Branco que discutem a situação atual do mundo bem como as memórias do passado português.

Esta película inclui excertos de alguns dos seus filmes entre eles “Non ou a Vã Glória de Mandar”.

Aclamado pela critica, “O Velho do Restelo”, estreou em Portugal a 11 de dezembro e foi apresentado nos festivais de cinema de Veneza, Toronto e Nova Iorque.