EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Roménia lembra vítimas e celebra revolução de há 25 anos

Roménia lembra vítimas e celebra revolução de há 25 anos
Direitos de autor 
De  Francisco Marques com EFE
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

A Roménia comemora esta semana os 25 anos sobre o início da revolução anticomunista, que lançou o país da ditadura para a democracia. Em nome dessa

PUBLICIDADE

A Roménia comemora esta semana os 25 anos sobre o início da revolução anticomunista, que lançou o país da ditadura para a democracia. Em nome dessa mudança, mais de 1600 pessoas morreram e esta quarta-feira foram lembrados.

Timisoara honors the heroes of the 1989 anti-communist Revolution. We love you #Timisoara! pic.twitter.com/5u99kvT7n0

— Andrea Manea, CFA (@andrea_manea) 18 dezembro 2014

A primeira vítima caiu em Timisoara, cidade de tradição austro-húngara no noroeste da Roménia de onde despontou a revolução, liderada pelo padre evangélico Lazlo Tökes. Em poucos dias, a rebelião anticomunista estendeu-se a todo o país, incluindo Bucareste.

Dec 1989, #Timisoara Rounds of gunfire are unleashed upon civilians. They chant: "We will die and we'll be free" pic.twitter.com/2eyJwlaTFg

— Andrea Manea, CFA (@andrea_manea) 18 dezembro 2014

Na capital romena, foram detidos a 22 de dezembro de 1989 o ditador Nicolae Ceausescu e a mulher, Elena. Três dias depois, o casal seria executado e a Roménia partia para um novo capítulo da sua história.

December 1989, #Timisoara We Will NEVER Forget pic.twitter.com/jmLpN4JMZF

— Andrea Manea, CFA (@andrea_manea) 18 dezembro 2014

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Festival das Tulipas na Roménia, uma tradição com mais de meio século

Mansão do rei Carlos III na Roménia reabriu ao público

Partidos de direita da Roménia juntam esforços para campanha às europeias