A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Fogo dificulta operações em ferry incendiado

Fogo dificulta operações em ferry incendiado
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

No porto italiano de Brindisi, as autoridades continuam à procura das causas do incêndio a bordo do ferry Norman Atlantic.

Os investigadores continuam à procura, nunca parámos e vamos continuar.

Teme-se que o interior do navio esconda mais corpos, já que podia haver clandestinos a bordo.

Várias partes do navio continuam a arder, o que está a dificultar o trabalho dos bombeiros e socorristas: “A parte de baixo está muito quente, mas continuamos à procura de corpos. Os investigadores continuam à procura, nunca parámos e vamos continuar”, explica Mario Valente, comandante da guarda costeira de Brindisi.

O ferryboat, de pavilhão italiano, tinha sido fretado pela companhia grega Anek Lines para fazer a ligação entre Patras, na Grécia, e Ancona, em Itália.

O incêndio aconteceu no dia 28 de dezembro. A única certeza é que 11 pessoas morreram. Até agora, foram encontrados nove corpos.

Os investigadores procuram eventuais sinais de negligência na causa do incêndio ou nas operações de evacuação.