Última hora

Tunísia: atentado contra militares inflama protestos na capital

Tunísia: atentado contra militares inflama protestos na capital
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Várias centenas de pessoas manifestaram-se na capital tunisina para condenar os últimos atentados terroristas no país.

O protesto, convocado pelas principais formações políticas, laicas e islamitas, contou, no entanto, com uma participação limitada.

Para a viúva do advogado Chokri Belaid, assassinado em 2012:

“Não basta condenar o terrorismo, mas é uma forma de manifestar o nosso repúdio e a nossa união face a este fenómeno. Há outras medidas que deveriam ser tomadas pelo governo, nomeadamente pelo ministro do Interior e o chefe do governo”.

A manifestação ocorre depois de quatro militares terem sido mortos junto à fronteira argelina, na terça-feira, por um grupo ligado à Al-Qaida.

Desde a revolta de 2011 que vários grupos jihadistas resistem aos ataques do exército em algumas regiões do país, em especial nas montanhas de Chambi, junto à fronteira com a Argélia.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.