A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Estónia elege novo governo com os olhos postos na Rússia

Estónia elege novo governo com os olhos postos na Rússia
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

A Estónia elege este domingo um novo governo num sufrágio marcado tanto pelo debate sobre a economia como sobre as relações com a Rússia.

Um milhão e trezentos mil eleitores são chamados às urnas até às 20h00 locais, menos duas horas em Lisboa, quando 19% já se pronunciou através do voto eletrónico.

As últimas sondagens apontavam para um resultado renhido entre o partido Reformista, atualmente no poder, e a oposição do Partido Centrista, que defende uma maior cooperação com Moscovo.

Uma divisão que não deverá evitar a continuidade no poder do governo de coligação, quando cinco dos seis partidos em competição já recusaram aliar-se aos centristas.

O primeiro-ministro cessante, Taavi Roivas, de 35 anos, o mais jovem da União Europeia, deverá assim reeditar a coligação com os sociais-democratas que se encontram em terceiro lugar nas tendências de voto.

Os rivais centristas, liderados pelo antigo presidente da câmara de Talinn, Edgar Savisaar, centraram a campanha sobre as questões sociais, nomeadamente o aumento do salário mínimo, quando são apoiados por 70% do eleitorado russófono do país.