Conselho Europeu em sintonia nas sanções à Rússia e na união energética

Conselho Europeu em sintonia nas sanções à Rússia e na união energética
Direitos de autor 
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

As sanções europeias à Rússia vão ser prolongadas até à implementação total do acordo de Minsk no conflito que opõe Kiev aos separatistas pró-russos

PUBLICIDADE

As sanções europeias à Rússia vão ser prolongadas até à implementação total do acordo de Minsk no conflito que opõe Kiev aos separatistas pró-russos, ficou assim decidido no conselho europeu que teve início esta quinta-feira em Bruxelas.

Havia posições divergentes sobre os prazos das sanções contra Moscovo, mas a fórmula adotada gerou sintonia.

Outro tema foi a União Energética com a dependência russa de vários países como pano de fundo. O texto proposto foi recebido com poucas reticências.

A União Energética é uma necessidade porque a Europa gasta 400 mil milhões de euros em produtos energéticos por ano, ou seja, mais de mil milhões diários. É óbvio que temos que colocar um ponto final na dependência total de países terceiros no que diz respeito ao fornecimento energetico”, declarou Jean-Claude Juncker, presidente da Comissão Europeia.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Eleições europeias: campanha eleitoral abre oficialmente em Itália com apresentação dos logótipos

Como os drones "kamikaze" Shahed do Irão estão a ser utilizados na Ucrânia

Despesas militares na Europa mais elevadas do que no final da Guerra Fria