EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Mulher morta no ataque à polícia de Istambul era militante conhecida

Mulher morta no ataque à polícia de Istambul era militante conhecida
Direitos de autor 
De  Ricardo Figueira com Anadolu, Bora Bayraktar, Nezahat Sevim.
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

Elif Sultan Kalsen, uma das figuras de proa do movimento de extrema-esquerda que sequestrou e matou um procurador na terça-feira, foi morta a tiro depois de um ataque falhado contra a polícia de Istam

PUBLICIDADE

Uma mulher foi morta num tiroteio, esta quarta-feira, à porta do quartel-general da polícia de Istambul, na Turquia. A polícia identificou-a como sendo Elif Sultan Kalsen, uma conhecida militante do mesmo grupo armado de extrema-esquerda que sequestrou e matou um procurador, na terça-feira.

Kalsen atacou as instalações do quartel-general da polícia. Primeiro, ao lançar granadas e depois abrindo fogo. Pelo menos um agente ficou ferido. Os polícias ripostaram e abateram Kalsen. Um outro homem, que participava num protesto nas redondezas, foi preso, mas aparentemente não tem nada a ver com o ataque.

Este parece ser o novo episódio numa série de atos violentos que estão a abalar o país num curto espaço de tempo: “Primeiro, a crise dos reféns no tribunal e agora este ataque ao quartel-general da polícia. Em 24 horas, Istambul ficou chocada com estes dois grandes ataques. Os olhos estão agora postos nas medidas de segurança que vão ser postas em prática na cidade”, relata o correspondente da euronews em Istambul, Bora Bayraktar.

Armed attackers at Istanbul HQ was third attack on an official building in Turkey in two days: http://t.co/vHkGHwYrCSpic.twitter.com/N8QeQcd1Zh

— Reuters Top News (@Reuters) April 1, 2015

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Turquia: Autoridades detiveram 32 pessoas ligadas ao sequestro do procurador

Marcha do Orgulho Trans reprimida pela polícia em Istambul

Polícia francesa mata homem que tentava incendiar sinagoga em Rouen