Última hora

Iémen: Cerca de duas centenas de mortos em Aden

Iémen: Cerca de duas centenas de mortos em Aden
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Subiu para 185 o número de mortos e para mais de 1200 os feridos, resultantes de nove dias de conflitos na cidade de Aden, no sul do Iémen.

Este é o último balanço das autoridades médicas locais.

Os combates opõem, desde 26 de março, os rebeldes xiitas “Hutis” e os apoiantes do presidente Abd Rabbo Mansour Hadi.

Na sexta-feira, os rebeldes retiraram-se do palácio presidencial da cidade depois de raides aéreos lançados pela coligação árabe liderada pela Arábia Saudita.

Riade mobilizou 150 mil homens e 100 aviões. De acordo com um porta-voz saudita, a coligação não pretende enviar tropas de infantaria para o Iémen.

O Conselho de Segurança das Nações Unidas reúne-se, este sábado, para debater uma proposta russa sobre pausas humanitárias na operação militar aérea da Arábia Saudita no Iémen.

Na capital, Saná, controlada pelos rebeldes xiitas “Hutis”, centenas de manifestantes continuam os protestos contra a intervenção militar da vizinha Arábia Saudita, no país.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.