EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Papa Francisco apela a Jesus para aliviar o sofrimento dos cristãos

Papa Francisco apela a Jesus para aliviar o sofrimento dos cristãos
Direitos de autor 
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

Foi perante milhares de fiéis que o Papa Francisco encerrou este domingo de manhã, no Vaticano, a Semana Santa. Durante o habitual discurso pascal

PUBLICIDADE

Foi perante milhares de fiéis que o Papa Francisco encerrou este domingo de manhã, no Vaticano, a Semana Santa. Durante o habitual discurso pascal após a missa “Urbi at Orbi”, o Sumo Pontíficie referiu-se, desta feita, aos muitos conflitos violentos que têm marcado a atualidade mundial e que têm tido os cristãos como alvo.

“Pedimos a Jesus vitorioso que alivie o sofrimento de tantos irmãos nossos, perseguidos por causa do seu nome, bem como de todos os que sofrem injustamente as consequências dos atuais conflitos e da violência em curso – e há muitos”, afirmou o líder da Igreja Católica.

(function(d, s, id) { var js, fjs = d.getElementsByTagName(s)0; if (d.getElementById(id)) return; js = d.createElement(s); js.id = id; js.src = “//connect.facebook.net/pt_PT/sdk.js#xfbml=1&version=v2.3”; fjs.parentNode.insertBefore(js, fjs);}(document, ‘script’, ‘facebook-jssdk’));> Posted by Agência Ecclesia on Domingo, 5 de Abril de 2015

Desde a varanda da Basílica de São Pedro, o Papa Francisco apelou à paz; lembrou os muitos conflitos armados que se mantêm em África; lamentou a perseguição aos cristãos em países como a Síria, o Iraque, a China ou a Coreia do Norte; falou do conflito na Ucrânia; e referiu-se também diretamente ao recente massacre numa universidade do Quénia, onde quatro radicais islâmicos assassinaram 142 estudantes só porque estes eram cristãos.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Papa Francisco condena "ataque terrorista vil" em Moscovo

Mulheres que dizem ter sido abusadas por um jesuíta outrora famoso exigem transparência ao Vaticano

Já há árvore de Natal na Praça de São Pedro, no Vaticano