Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

O olhar de uma menina sobre a guerra esquecida no Sudão do Sul

O olhar de uma menina sobre a guerra esquecida no Sudão do Sul
Tamanho do texto Aa Aa

Um documentário norte-americano chama a atenção para a “guerra esquecida” no Sudão do Sul. Há mais de um ano que o país é palco de um conflito civil. O governo e os rebeldes raptam crianças para servirem como soldados. O realizador Andrew Berends conta a história de uma menina de onze anos.

Ela está triste porque não pode ir à escola, porque aos onze anos já viu pessoas a lutarem e a morrerem e está triste devido à situação do país. O sonho dela é conseguir estudar para regressar e ajudar o país. É uma bela mensagem.

“Ela está triste porque não pode ir à escola, porque aos onze anos já viu pessoas a lutarem e a morrerem e está triste devido à situação do país. O sonho dela é conseguir estudar para regressar e ajudar o país. É uma bela mensagem”, contou o realizador de “Madina’s dream”.

O realizador começou a preparar o documentário em 2013 depois de ter filmado um campo de refugiados no Sudão do Sul. Para Berends, o objetivo principal do filme é impedir que a guerra seja esquecida.

“O meu objetivo é passar a mensagem e contar o que está a acontecer. Eles bombardeiam as crianças, matam-nas à fome. Essa mensagem tem que passar, é esse o meu principal objetivo. Essas coisas estão a acontecer nas montanhas Nuba do Sudão. O que podemos fazer? é a essa a grande questão”, acrescentou o realizador.

O documentário “Madina’s dream” estreou no Festival de Cinema de Atlanta nos Estados Unidos e deverá ser apresentado em Nova Iorque a 5 de Maio.