Última hora

Europa reforça certificação de metais e minerais importados

Europa reforça certificação de metais e minerais importados
Tamanho do texto Aa Aa

Refinarias, fundições e importadores europeus vão ter de aplicar um novo sistema de certificação, que garante que as receitas da transação de metais e minerais não vão alimentar grupos armados.

Em causa estão ouro, estanho, tântalo e tungsténio e um exemplo clássico é a República Democrática do Congo. Várias milícias controlam jazidas destes recursos e usam o dinheiro para comprarem armas.

A comissão de Comércio Internacional do Parlamento Europeu aprovou, esta terça-feira, o projeto apresentado pela Comissão Europeia, depois de ter feito várias emendas.

O voto em plenário deverá ocorrer em maio e a nova legislação vai abranger mais de 400 empresas, nos 28 Estados-membros.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.