Relatório confidencial da ONU afirma que o Irão fornece armas aos Houthis do Iémen desde 2009

Relatório confidencial da ONU afirma que o Irão fornece armas aos Houthis do Iémen desde 2009
De  Euronews com AFP, Reuters, Lusa
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

A agência de notícias France Press divulgou partes de um relatório confidencial das Nações Unidas onde se afirma que o Irão fornece armas aos Houthis pelo menos desde 2009.

PUBLICIDADE

A Arábia Saudita afirma que dezenas de rebeldes Houthis do Iémen foram mortos, esta quinta-feira, em confrontos com o exército saudita junto à fronteira entre os dois países.

Três soldados de Riade também foram mortos junto ao posto fronteiriço de Najran num dia em que a agência de notícias France Press divulgou partes de um relatório confidencial das Nações Unidas onde se afirma que o Irão fornece armas aos Houthis pelo menos desde 2009. A investigação assinala pelo menos seis casos confirmados em que navios iranianos transportavam armas para os rebeldes no Iémen.

Teerão apoia as milícias xiitas mas tem sempre negado que lhes fornece armas. Aliás, a República Islâmica está proibida de vender armas por uma resolução da ONU, de 2007.

Em Áden, como em Taiz e por todo o Iémen, a “catástrofe humanitária” não pára de agravar-se. O secretário-geral das Nações Unidas apelou também esta quinta-feira a um “cessar-fogo imediato”. As agências humanitárias necessitam de combustível com a máxima urgência para poderem distribuir água, comida e prestar assistência médica a uma população desesperada.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

EUA e Reino Unido atacam alvos Houthi no Iémen depois de um navio ter sido atingido no Mar Vermelho

EUA avisam que não vão parar ataques contra militantes apoiados pelo Irão no Iraque e na Síria

Tripulação apaga incêndio em petroleiro atingido por míssil Houthi ao largo do Iémen