Última hora
This content is not available in your region

Tiroteio em Dallas foi anunciado no Twitter

Access to the comments Comentários
De  Euronews com Reuters, AFP, Lusa, EFE
Tiroteio em Dallas foi anunciado no Twitter
Tamanho do texto Aa Aa

A polícia não encontrou explosivos no carro em que seguiam os dois homens armados que foram mortos depois de terem começado a disparar contra um edifício em Dallas, no Texas, onde decorria uma conferência anti-islão, que contava com um concurso de caricaturas do profeta Maomé.

Também não foram encontradas bombas no Centro Cultural de Garland e as autoridades fizeram buscas nas casas dos suspeitos abatidos.

O FBI já terá identificado um dos atacantes como sendo Elton Simpson, do Arizona. Será o homem que enviou uma mensagem no Twitter 15 minutos antes do ataque já com o #texasattack. Simpson estaria já a ser investigado por terrorismo, segundo fontes do FBI citadas pela imprensa americana. A identidade do segundo suspeito ainda não é conhecida.

Um segurança foi ferido no tiroteio.

Uma testemunha do incidente afirma que a primeira coisa que viu foi “crianças a chorar. A situação deve ser terrível para uma criança: ver um polícia com uma pistola enorme e toda a gente a fugir correndo”.

Entre as cerca de 200 pessoas presentes no evento “Jihadi Watch”, cujo ponto alto era o concurso de caricaturas de Maomé, estava o político de extrema-direita holandês Geert Wilders, que classificou o tiroteio como “um ataque à liberdade de expressão”.