EventsEventosPodcast
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Piloto da Germanwings terá "ensaiado" suicídio no voo Dusseldorf-Barcelona

Piloto da Germanwings terá "ensaiado" suicídio no voo Dusseldorf-Barcelona
Direitos de autor 
De  Fernando Peneda com Lusa
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

O copiloto alemão Andreas Lubitz, que despenhou o avião da Germanwings contra os Alpes franceses, ensaiou o suicídio no voo do aparelho da Alemanha

PUBLICIDADE

O copiloto alemão Andreas Lubitz, que despenhou o avião da Germanwings contra os Alpes franceses, ensaiou o suicídio no voo do aparelho da Alemanha para Espanha.

Remy Jouty, diretor do gabinete francês de investigações e análises, revelou alguns detalhes.

“O copiloto quando ficou sozinho manipulou o botão de seleção de altitude do piloto automático para 100 pés, ou seja, repetiu o procedimento que fez aquando do acidente. O comandante não se apercebeu de nada porque no voo de ida tratava-se de uma descida programada, normal, sem impacto na trajetória do avião”, disse o responsável francês.

O relatório que avalia os dados da segunda caixa negra do avião será conhecido esta quarta-feira e colocado à disposição da procuradoria francesa.

Na viagem de ida do avião da Germanwings de Dusseldorf para Barcelona, a 24 de março passado, Lubitz terá feito um voo picado.

O relatório fala de “um voo picado controlado, de vários minutos, sem justificação alguma”, de acordo com o diário alemão “Bild” que acrescenta não estar ainda descartado se esse voo picado não foi um ensaio, mas sim uma primeira tentativa para cometer o ato suicida.

O Airbus A 320 despenhou-se a 24 de março nos Alpes franceses, com 144 passageiros e seis tripulantes abordo. Não houve sobreviventes.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Equipas de investigação desdobram-se à procura de respostas para queda de avião em França

Navio de cruzeiro com 1500 passageiros retido em Barcelona porque 69 bolivianos têm vistos falsos

Dani Alves libertado sob fiança após pagar caução de um milhão de euros