EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Burundi: Golpe militar surpreende presidente fora do país

Burundi: Golpe militar surpreende presidente fora do país
Direitos de autor 
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

A vaga de contestação contra o presidente do Burundi obtém o apoio de parte dos militares que anunciaram, esta quarta-feira, ter demitido o chefe de

PUBLICIDADE

A vaga de contestação contra o presidente do Burundi obtém o apoio de parte dos militares que anunciaram, esta quarta-feira, ter demitido o chefe de estado, quando este se encontra fora do país.

Um grupo de altos comandos militares, liderado por um general próximo da oposição, anunciou igualmente a dissolução do parlamento e a formação de um governo provisório, tendo ordenado o encerramento das fronteiras para evitar o regresso do presidente:

“O presidente Pierre Nkurunziza foi retirado das suas funções, o governo foi dissolvido. Os ministérios vão funcionar a mínimos. Pedimos a todos os comandos regionais do exército, da polícia e a todos os governadores que se juntem a nós para reforçar a segurança para todos os cidadãos do Burundi”, afirmou o general golpista Godefroid Niyombare.

Le nouveau homme fort de Bujumbura #Niyombare#BurundiCouppic.twitter.com/4tGbtGBzgD

— Ignace Nsengiyumva (@ignace777) May 13, 2015

As tropas fiéis ao presidente controlam ainda a televisão pública, assim como o palácio presidencial, onde se registaram tiros esporádicos durante a tarde.

Milhares de pessoas celebraram, no entanto, na capital a “queda” do contestado presidente.

(function(d, s, id) { var js, fjs = d.getElementsByTagName(s)[0]; if (d.getElementById(id)) return; js = d.createElement(s); js.id = id; js.src = "//connect.facebook.net/en_US/sdk.js#xfbml=1&version=v2.3"; fjs.parentNode.insertBefore(js, fjs);}(document, 'script', 'facebook-jssdk'));> la foule euphorique se dirige place de l'independancele 3eme mandat s'est fini !!!!

Posted by Pierre Olivier Blanchard on Wednesday, May 13, 2015

A presidência do Burundi continua a negar a ocorrência de um golpe de Estado, quando a Organização dos Estados da África Oriental, reunida na Tanzânia, condenou a ação dos militares, apelando ao respeito da ordem constitucional no país.

Num comunicado, a presidência do Burundi considera a declaraçâo de golpe de estado como, “uma fantasia”, prometendo julgar todos os militares rebeldes.

Communiqué de Presse : Coup d’Etat fantaisiste C’est avec regret que nous avons appris qu’un groupe de... http://t.co/vvd2uEnDCK

— Burundi | Présidence (@BdiPresidence) May 13, 2015

Presente na reunião, o contestado presidente Nkurunziza, encontra-se agora impossibilitado de regressar ao país quando os golpistas encerraram o aeroporto de Bujumbura, atualmente controlado pelos militares rebeldes.

Nkurunziza estava no centro da contestação depois de ter anunciado a candidatura a um terceiro mandato nas eleições de junho. Uma decisão inconstitucional para a oposição que, até à hora do anúncio do golpe, prosseguia os protestos, violentamente reprimidos pela polícia.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Burundi: Tiroteio entre elementos do exército

Antigo chefe do exército brasileiro ameçou prender Bolsonaro se insistisse com golpe de Estado

Procuradores alemães acusam 27 pessoas de tentativa de golpe de Estado da extrema-direita