A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Jornalista do canal Al-Jazeera detido em Berlim

Jornalista do canal Al-Jazeera detido em Berlim
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

A justiça alemã deverá decidir até esta segunda-feira, o destino do jornalista do canal Al-Jazeera, detido no sábado no aeroporto de Berlim.

Ahmed Mansour é alvo de um mandado de captura emitido pelas autoridades egípcias.

Acusado de “torturar um advogado” em 2011 durante os protestos da praça Tahrir, Mansour tinha sido condenado, à revelia, a quinze anos de prisão, pelos tribunais egípcios em 2014.

Uma acusação falsa, segundo o jornalista, próximo do movimento da irmandade muçulmana, que denuncia um processo com motivações políticas por parte do regime militar do Cairo.

A justiça alemã analisa agora a validade do mandado de captura internacional quando poderá decidir libertar o jornalista ou prolongar a prisão preventiva com vista a uma eventual extradição para o Egito.

O canal Al-Jazeera apelou este domingo à libertação imediata do jornalista, pedindo à justiça alemã que, “não seja uma ferramenta da opressão sobre os media”, alegadamente praticada pelo regime egípcio.