EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Râguebi seduz brasileiros e ganha campo na praia de Copacabana

Râguebi seduz brasileiros e ganha campo na praia de Copacabana
Direitos de autor 
De  Francisco Marques com GLOBOESPORTE,
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Nasceu há dois anos no Morro do Castro, em São Gonçalo, na área metropolitana do Rio de Janeiro, o UMRio, um projeto social de inclusão e

PUBLICIDADE

Nasceu há dois anos no Morro do Castro, em São Gonçalo, na área metropolitana do Rio de Janeiro, o UMRio, um projeto social de inclusão e solidariedade para jovens. Ideia de um inglês filho de uma brasileira, o projeto destina-se a crianças desfavorecidas das favelas da região e já ensina a prática de râguebi a mais de 130 jovens para quem “jogo de bola” era apenas futebol.

No início de junho, o projeto recebeu com um prémio da Federação Inglesa de Râguebi e saltou para os meios de comunicação internacionais. Apesar de tudo e com o râguebi a pouco mais de um ano de voltar a ser, 92 anos depois, de novo uma modalidade olímpica, a UMRio ainda funciona através do voluntariado e com os treinos a decorrer apenas um dia por semana, à terça-feira.

Congratulations to UMRio_ONERio</a> on winning the <a href="https://twitter.com/EnglandRugby">EnglandRugby RFU President's award! pic.twitter.com/RKxCNw623S

— OURFC (@OURFCblues) 31 maio 2015

“Temos sete pessoas na nossa equipa administrativa e mais 15 jogadores de Oxford que costumam vir ajudar-nos”, explica o mentor do projeto, Robert Malengreau, que conta com a ajuda, por exemplo, de uma coordenadora educacional, um diretor de comunicação e um técnico de audiovisual. A própria zona onde se insere e onde haverá 30 mil habitantes (números não oficiais), é precária. O crime faz parte do quotidiano, existem apenas 3 escolas e dois terços das habitações não dispõe de saneamento básico.

(function(d, s, id) { var js, fjs = d.getElementsByTagName(s)0; if (d.getElementById(id)) return; js = d.createElement(s); js.id = id; js.src = “//connect.facebook.net/pt_PT/sdk.js#xfbml=1&version=v2.3”; fjs.parentNode.insertBefore(js, fjs);}(document, ‘script’, ‘facebook-jssdk’));> Posted by Robert Malengreau on Quarta-feira, 24 de Junho de 2015

Robert Malengreau quis fazer algo para ajudar os jovens da região. Quando iniciou o mestrado em estudos latino-americanos, este diplomado de Política e Relações Internacionais resolveu estabelecer-se no Brasil para desenvolver uma tese de desenvolvimento social, na qual aprofunda o conceito de cidades assimétricas. A reboque, nasceu a UMRio, projeto no qual Malengreau conta com o apoio de uma escola e da Universidade britânica de Oxford. Integrados neste projeto estão jovens entre os 6 e os 18 anos, que se dividem por dois grupos. Sem patrocínios, a UMRio tem conseguido fundos através de doações pela internet, por plataformas de “crowdfunding” e com a organização de bazares beneficentes.

(function(d, s, id) { var js, fjs = d.getElementsByTagName(s)0; if (d.getElementById(id)) return; js = d.createElement(s); js.id = id; js.src = “//connect.facebook.net/pt_PT/sdk.js#xfbml=1&version=v2.3”; fjs.parentNode.insertBefore(js, fjs);}(document, ‘script’, ‘facebook-jssdk’));> O Bazar Beneficente para o Projeto UMRio [ONERio]]organizado e realizado por Juliana Lima, Bianca Schulze, Natalia…

Posted by UMRio/ONERio on Sábado, 24 de Janeiro de 2015

Num país em que o futebol é rei, Malengreau conta que muitos dos jovens não faziam ideia do que era o râguebi. “Chegaram aqui com muitos traços do futebol. Tentavam jogar sozinhos, sem trabalho de equipa, como aqueles jogadores que querem levar a bola de um lado ao outro do campo, driblar toda a gente e fazer golo. Num curto espaço de tempo, dois meses talvez, perceberam que isso não era possível. O trabalho de equipa vem antes de tudo o resto no râguebi”, sublinha o também jogador do Niterói, concretizando: “Começámos com 53 inscritos em 2013, hoje temos 132.” Em Copacabana, entretanto, foi inaugurado esta semana o primeiro campo de râguebi fixo numa praia do Brasil. “O lançamento do programa de râguebi na praia é fundamental para o conhecimento da modalidade no Brasil. Primeiro, porque estamos a um ano dos Jogos Olímpicos e é precisa mostrar a modalidade ao povo fluminense. Segundo, porque colocar o râguebi num local que é tradicional do vólei e do futebol de praia aguça a curiosidade pela modalidade”, afirmou Sami Arap Sobrinho, presidente da Confederação Brasileira de Râguebi, esperando que “a estrutura seja usada também por clubes e projetos sociais da região para estender a utilização aos torneios internacionais de râguebi de praia em que as seleções possam atuar.”

(function(d, s, id) { var js, fjs = d.getElementsByTagName(s)0; if (d.getElementById(id)) return; js = d.createElement(s); js.id = id; js.src = “//connect.facebook.net/pt_PT/sdk.js#xfbml=1&version=v2.3”; fjs.parentNode.insertBefore(js, fjs);}(document, ‘script’, ‘facebook-jssdk’));> 24/06/2015 – Inauguração de campo de rugby na Praia de Copacabana Foto: João Neto/Fotojump

Posted by Confederação Brasileira de Rugby on Quarta-feira, 24 de Junho de 2015

É mais um passo para a afirmação de uma modalidade que no Rio de Janeiro vai voltar a ser olímpica na variante de “Sevens”, com Portugal na corrida para participar neste regresso. A equipa lusa tem conseguido alguns bons resultados nesta variante do râguebi, mas há alguns dias falhou o apuramento olimpico direto. A meio de julho (dias 18 e 19), Lisboa recebe a fase final da qualificação europeia, na qual Portugal terá de ser uma das três melhores seleções para passar ao torneio final de qualificação olímpica, a realizar já em junho do próximo ano. Nessa derradeira fase, 12 seleções irão competir pelo único lugar ainda vago no quadro de râguebi “sevens” dos Jogos Olímpicos.

(function(d, s, id) { var js, fjs = d.getElementsByTagName(s)0; if (d.getElementById(id)) return; js = d.createElement(s); js.id = id; js.src = “//connect.facebook.net/pt_PT/sdk.js#xfbml=1&version=v2.3”; fjs.parentNode.insertBefore(js, fjs);}(document, ‘script’, ‘facebook-jssdk’));> 7s Grand Prix Series: Portugal termina torneio de Lyon no 7.º lugarNo último jogo do dia, os Lobos venceram a Itália…

Posted by Federação Portuguesa de Rugby (Página Oficial) on Domingo, 14 de Junho de 2015

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Brasil de ouro e Portugal de bronze no fecho do Grand Slam de judo de Tóquio

França eliminada do Mundial de Rugby

Tudo a postos em França para o Campeonato do Mundo de Rugby