Alemanha acolhe Jogos Olímpicos judeus em estádio construído por Hitler

Alemanha acolhe Jogos Olímpicos judeus em estádio construído por Hitler
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Um estádio construído pelo regime nazi vai acolher pela primeira vez os jogos olímpicos judeus. Os chamados “Jogos Maccabi” iniciam-se esta

PUBLICIDADE

Um estádio construído pelo regime nazi vai acolher pela primeira vez os jogos olímpicos judeus.

Os chamados “Jogos Maccabi” iniciam-se esta terça-feira em Berlim.

Até dia 5 de Agosto mais de 2 mil atletas judeus de 40 nacionalidades vão participar no evento desportivo apresentado como um gesto de reconciliação, 70 anos após o final da Segunda Guerra Mundial.

Para Alon Meyer, o organizador da 14a edição dos jogos: “a reconciliação está aqui e os judeus que vivem na Alemanha sabem disso. Com estes jogos temos a possibilidade de transmitir esta mensagem também fora da Alemanha”.

Meio século após o estabelecimento das relações diplomáticas entre a Alemanha ocidental e Israel, o evento pretende virar a página do passado, sem esquecer a memória do holocausto.

Margot Friedlander, uma sobrevivente dos campos de concentração de 93 anos tornou-se o símbolo da reconciliação, depois de ter voltado a instalar-se na Alemanha há cinco anos.

“Significa muito para mim, pois quem poderia prever em 1943, quando passei à clandestinidade, que poderíamos sobreviver e que os judeus poderiam regressar de novo à Alemanha, e que poderia decorrer um evento desportivo no estádio que proibiu os judeus durante os jogos olímpicos de 1936”.

Criados em Praga, em 1929, após a proibição de atletas judeus nos jogos olímpicos, os jogos Maccabi incluem competições que vão do basket e futebol ao bowling e xadrez.

O evento em Berlim marca um novo passo numa reconciliação recente quando até 2011, a Alemanha não participava oficialmente na competição.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Detido na Alemanha um dos três membros da Fação do Exército Vermelho

Principal suspeito do rapto de Madeleine McCann volta a tribunal na Alemanha

Ataque à faca em escola da Alemanha faz quatro feridos, dois com gravidade