Vuleta 2015: Camisola vermelha mudou de dono mas continua presa por um segundo

Vuleta 2015: Camisola vermelha mudou de dono mas continua presa por um segundo
De  Bruno Sousa
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Joaquim partiu para a 16ª etapa da Volta a Espanha a um segundo de Fabio Aru e terminou o dia com a camisola vermelha vestida mas apenas um segundo

PUBLICIDADE

Joaquim partiu para a 16ª etapa da Volta a Espanha a um segundo de Fabio Aru e terminou o dia com a camisola vermelha vestida mas apenas um segundo de vantagem sobre o italiano.

A luta pela vitória na Vuelta está ao rubro mas enquanto os dois rivais lutavam taco a taco, Franck Schleck aproveitou para festejar a primeira vitória em mais de quatro anos.

O luxemburguês de 35 anos foi o único que conseguiu chegar a bom porto numa fuga de dez homens.

No grupo dos favoritos, sempre liderado pela Astana, Rodríguez desferiu o ataque decisivo na subida final. Fez o suficiente para roubar a liderança a Aru mas não conseguiu descolar.

Tom Dumoulin conseguiu sobreviver à montanha e pode muito bem subir à liderança no contrarrelógio de quarta-feira, a sua grande especialidade.

André Cardoso continua a ser o melhor português, ocupa a 17ª posição. Seguem-se Nelson Oliveira (34º), José Gonçalves (37º), Tiago Machado (41º) e Ricardo Vilela (45º).

.puritorodriguez</a> nuevo líder!! <a href="https://twitter.com/tom_dumoulin">tom_dumoulin sólo pierde 27’’ pic.twitter.com/wzLDhcE3cs

— Vuelta a España (@lavuelta) 7 setembro 2015

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Dani Alves considerado culpado de violação de uma mulher numa discoteca em Espanha

Barcelona suspeito de corrupção

Sete detidos por racismo e incitação ao ódio contra Vinicius Junior