Erdogan participa em manifestação onde "turcos e curdos são irmãos"

Erdogan participa em manifestação onde "turcos e curdos são irmãos"
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Foram mais de cem mil pessoas a responder ao apelo de algumas ONG turcas para uma manifestação em Istambul contra o terrorismo. A seis semanas das

PUBLICIDADE

Foram mais de cem mil pessoas a responder ao apelo de algumas ONG turcas para uma manifestação em Istambul contra o terrorismo. A seis semanas das eleições legislativas antecipadas, o governo veio prontamente declarar o apoio à iniciativa, recordando os ataques do PKK nos últimos meses. Mas entre os participantes ouviam-se palavras de conciliação.

“Viemos até aqui para falar a uma só voz, com um só coração contra o terrorismo. Não há diferenças entre turcos e curdos. Vivemos todos juntos. Temos de colocar um ponto final na discriminação. Mas, ao mesmo tempo, temos de dizer: ‘Fim ao PKK’”, declarava um homem; outro garantia que “a motivação principal por trás dos últimos ataques tem a ver com uma conspiração orquestrada por alguns países, destinada a perturbar a paz e a estabilidade da Turquia. Os turcos e os curdos são irmãos e vão continuar a sê-lo.”

O presidente Recep Tayyip Erdogan participou num encontro onde só eram permitidas bandeiras turcas, não de partidos. Erdogan tem apontado baterias contra o HDP, o movimento pró-curdo que conseguiu entrar no parlamento nas últimas eleições, tirando-lhe a maioria absoluta.

O jornalista da euronews Bora Bayraktar realça que a palavra de ordem neste ajuntamento foi sublinhar as diferenças entre curdos e o PKK, ficando por saber que impacto terá esta mensagem no escrutínio que se aproxima.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Mais de 40 ativistas LGBTQ detidos em Istambul

Manifestação do 1º de Maio em Istambul termina em confrontos

As razões para a mega-manifestação dos agricultores em Madrid