Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Academia do Astronauta: "No espaço as coisas flutuam e nós também"

Academia do Astronauta: "No espaço as coisas flutuam e nós também"
Tamanho do texto Aa Aa

A Academia do Astronauta foi desta vez a Colónia saber como é realmente a vida na Estação Espacial Internacional (EEI). O testemunho é da astronauta Samantha Crisotoferetti:

Podemos impulsionar o corpo e pousar exatamente onde queremos

“Olá, sou a astronauta Samantha Crisotoferetti e acabei de voltar de 200 dias na Estação Espacial Internacional.

Viver e trabalhar no espaço é um desafio porque todas as coisas flutuam e nós também. O que é divertido, claro, mas é preciso estar-se habituado.

No princípio ficava desorientada. Não de forma a não perceber o que era em cima e em baixo. Mas algumas vezes aconteceu-me subir para um módulo e levar alguns segundos a perceber em que direção queria deslocar-me para chegar ao sítio onde queria ir.

Quando cheguei tinha muito cuidado e só me mexia de um ponto a outro ponto onde me pudesse segurar.

Mas quando se ganha mais experiência e nos sentimos mais confortáveis a flutuar e a controlar o nosso corpo nas três dimensões, podemos impulsionar o corpo e pousar exatamente onde queremos”.

Samantha Cristoforetti

Samantha foi até à Estação Espacial Internacional, a 23 de novembro de 2014, numa missão de seis meses. É capitã na Força Aérea Italiana e já tem mais de 500 horas de voo em seis tipos de aviões militares. Nascida em Milão, Itália, em 1977, Samantha passou um ano a estudar nos Estados Unidos antes de fazer um mestrado em Engenharia Mecânica, na Technische Universität de Munique, na Alemanha. Gosta de fazer caminhadas, mergulho, e yoga.