Papa defende liberdade religiosa na Filadélfia

Papa defende liberdade religiosa na Filadélfia
Direitos de autor 
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O Papa Francisco aproveitou a visita à Filadélfia, última etapa da viagem de nove dias a Cuba e aos Estados Unidos, para promover a liberdade

PUBLICIDADE

O Papa Francisco aproveitou a visita à Filadélfia, última etapa da viagem de nove dias a Cuba e aos Estados Unidos, para promover a liberdade religiosa como direito fundamental.

Mais de 40.000 pessoas marcaram presença no Independence Hall, onde foi proclamada a independência do país face à Grã Bretanha, para seguir o discurso do Sumo Pontífice:

“Num mundo onde várias formas de tirania moderna tentam suprimir a liberdade religiosa […] ou usar a religião como pretexto para o ódio e para a brutalidade, é imperativo que os seguidores das diferentes religiões unam as suas vozes num apelo à paz.”

O penúltimo dia da viagem papal ficou ainda marcado pelo evento multitudinário do “Festival das Famílias”, no Benjamin Franklin Parkway, que contou com mais de um milhão de pessoas e com a presença, entre outros, do tenor italiano Andrea Bocelli e da rainha do soul, Aretha Franklin.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Mike Pence: "A maioria dos norte-americanos acredita no nosso papel de líderes do mundo livre"

Homem imolou-se no exterior do tribunal onde Donald Trump está a ser julgado

Agentes da autoridade mortos a tiro no Estado de Nova Iorque