A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

AMI acusa milícia curda da Síria de crimes de guerra

AMI acusa milícia curda da Síria de crimes de guerra
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Uma milícia curda da Síria apoiada pelos Estados Unidos foi acusada pela Amnistia Internacional de ter cometido crimes de guerra.

A AMI documentou casos em mais de uma dúzia de aldeias em áreas controladas pelos curdos onde os moradores foram obrigados a fugir e as suas casas foram destruídas pelas Unidades de Proteção do Povo, a YPG.
Num documento a organização denuncia o “a violação do direito humanitário internacional, em ataques que equivalem a crimes de guerra”.

Um porta-voz YPG refuta as acusações e fala em caso isolados.
Num relatório, a Amnistia Internacional afirma que houve expulsão da maioria de não-curdos após a YPG tomar as aldeias, e represálias por “percepção de simpatias ou laços de residentes com membros de EI ou outros grupos armados.