EventsEventos
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Pentágono diz ter informações "fiáveis" sobre a morte do jihadista John

Pentágono diz ter informações "fiáveis" sobre a morte do jihadista John
Direitos de autor 
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O Pentágono diz haver informação fiável dos serviços de inteligência sobre a morte do britânico jihadista John num ataque aéreo. Era um dos

PUBLICIDADE

O Pentágono diz haver informação fiável dos serviços de inteligência sobre a morte do britânico jihadista John num ataque aéreo.

Era um dos terroristas mais procurados do mundo, e apareceu em vídeos do grupo Estado Islâmico a assassinar reféns americanos, britânicos e um japonês.

O Secretário de Estado John Kerry declarou : “A associação terrorista Daech tem os dias contados, estão derrotados. Não há futuro, nenhum caminho para Daech só destruição”.

O britânico Mohammed Emwazi, conhecido como “Jihadista John” terá morrido esta sexta-feira em um ataque dos Estados Unidos em Raqqa, no norte da Síria, informaram fontes militares.

O Primeiro-ministro britânico, David Cameron disse: “Emwazi é um assassino bárbaro. Ele foi mostrado em vídeos repugnantes de decapitação de trabalhadores humanitários britânicos. Ele representava uma ameaça permanente e grave para civis inocentes, não só na Síria, mas em todo o mundo e no Reino Unido também. Este foi um ato de auto-defesa. Foi a coisa certa a fazer “.

Programador informático de Londres, nasceu no Kuwait, numa família apátrida de origem iraquiana. Os seus pais mudaram-se para a Grã-Bretanha em 1993.

Mohammed Emwazi estava referenciado pelos serviços de segurança britânicos desde pelo menos 2009.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Israel ataca unidade de defesa aérea no sul da Síria com mísseis

Embaixador iraniano na Síria promete retaliação após alegado ataque israelita destruir consulado

Ataque israelita destrói consulado iraniano em Damasco e mata alta patente militar