A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Cidades italianas proibem circulação automóvel devido à poluição

Cidades italianas proibem circulação automóvel devido à poluição
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Várias cidades italianas proibiram a circulação automóvel para lutar contra a poluição. A medida drástica e excecional foi adotada em Roma, Milão, Nápoles ou Pavia. Na capital económica do norte do país a circulação foi proibida até quarta-feira, entre as 10 e as 16 horas, enquanto os romanos circulam alternadamente segunda e terça-feira, consoante o número da placa de matrícula.

“É possível que sirva para alguma coisa. Respiramos partículas finas mas muito pesadas” – afirma uma residente de Milão; “Concordo em parte devido à poluição, mas para quem tem de ir trabalhar tenho muitas dúvidas. Acho que é injusto” – considera, no entanto, um automobilista. Para tentar evitar as injustiças várias cidades adotaram um bilhete de transportes públicos diário de 1,5 euros.

A ausência de vento e chuva nas últimas semanas teve como consequência a subida dos níveis de partículas finas muito acima do nível de alerta recomendado pela Organização Mundial de Saúde (50 mg/m3). Esta segunda-feira marcou o 97° dia do ano e o 32° consecutivo acima deste limite em Milão. Mas muitos criticam a ineficácia destas medidas em períodos de férias.