Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Será que é desta que Ennio Morricone ganha o Óscar para melhor banda sonora?

Será que é desta que Ennio Morricone ganha o Óscar para melhor banda sonora?
Tamanho do texto Aa Aa

Mais uma distinção para Ennio Morricone. Desta vez, o compositor italiano arrecadou um prémio Bafta pela banda sonora do filme “os oitos odiados” de Quentin Tarantino. O galardão da indústria da música britânica foi-lhe entregue em mãos, durante o concerto “60 Years of Music”, em Londres.

Espero que desta vez ganharei um Óscar mas não tenho a certeza. Por isso prefiro ficar tranquilo, sereno e com esperança.

A banda sonora do último filme de Tarantino é candidata ao Óscar. Morricone já foi nomeado várias vezes mas nunca ganhou.

“Vou a Los Angeles sem expectativas porque já fui nomeado cinco ou seis vezes sem ganhar. Espero que, desta vez, ganharei um Óscar mas não tenho a certeza. Por isso, prefiro ficar tranquilo, sereno e com esperança”, afirmou o compositor.

Morricone tornou-se célebre ao compor as bandas sonoras dos filmes de Serge Leone, nomeadamente,“O bom, o mau e o vilão” e “Aconteceu no oeste”.

“As pessoas gostariam de conhecer os mistérios da criatividade, a forma como trabalho. Mas é difícil de explicar. Às vezes, basta ter uma ideia e desenvolvê-la. Outras vezes, não tenho ideias, mas, à última da hora, surge algo”, sublinhou Morricone.

A digressão “60 years of music” celebra os grandes sucessos de Morricone. O compositor italiano tem concertos previstos em várias cidades europeias.