EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

Eslováquia: Crise migratória marca campanha eleitoral

Eslováquia: Crise migratória marca campanha eleitoral
Direitos de autor 
De  Miguel Roque Dias com AFP, Lusa
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

A Eslováquia elege, este sábado, um novo Parlamento e um novo Governo. As sondagens dão a vitória ao partido social-democrata SMER, do

PUBLICIDADE

A Eslováquia elege, este sábado, um novo Parlamento e um novo Governo.

As sondagens dão a vitória ao partido social-democrata SMER, do primeiro-ministro Robert Fico, atribuindo-lhe 38% das intenções de voto.

A confirmarem-se estes números, o governante perde a maioria absoluta.

A crise migratória que afeta a Europa esteve no cerne da campanha de Robert Fico.

Para o primeiro-ministro, “o Espaço Schengen é como um queijo suíço” pois “milhares de pessoas estão a entrar, sem controlo na Europa”. Fico recordou, ainda, o diretor da NATO na Europa, Philip Breedlove, que avisou que entre os migrantes estão muitos terroristas e combatentes do grupo Estado Islâmico.

O primeiro-ministro, que luta para conseguir o terceiro mandato, assegura que “a segurança é a principal prioridade do governo” rebatendo, assim as críticas da oposição que o acusam de descurar os problemas internos do país como os sistemas nacionais de saúde e de ensino.

A Eslováquia nasceu da divisão da Checoslováquia, em 1993, e aderiu à União Europeia em 2004.

Bratislava assume, pela primeira vez, a presidência rotativa do Conselho da União Europeia em julho.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

"Eu perdoo-o": Robert Fico diz que não sente "nenhum ódio" pelo seu agressor

A proliferação de notícias falsas na Eslováquia serve de aviso à UE

Primeiro-ministro eslovaco foi submetido a nova operação e permanece em estado crítico