Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Bruxelas: PM turco diz que processo de integração do país na UE também se analisará em cimeira

Bruxelas: PM turco diz que processo de integração do país na UE também se analisará em cimeira
Tamanho do texto Aa Aa

A crise migratória é, oficialmente, o prato forte da cimeira União Europeia (UE)-Turquia, que arrancou em Bruxelas.

À chegada ao encontro desta segunda-feira, o primeiro-ministro turco, Ahmet Davutoğlu, fez, no entanto, questão de mostrar que o processo de integração da Turquia na UE também está na agenda: “A cimeira mostra como a Turquia é indispensável para a União Europeia e vice-versa. Temos muitos desafios pela frente. A única forma de responder a estes desafios é com solidariedade. (…) Estou certo de que estes desafios se resolverão através da nossa cooperação. A Turquia está pronta para trabalhar com a União Europeia e também para ser um Estado-membro da UE.”

À chegada à cimeira extraordinária com o aliado estratégico da União Europeia, o presidente francês, François Hollande, também fez questão de dissipar algumas dúvidas: “A cooperação com a Turquia não significa que aceitamos tudo da Turquia. Devemos manter-nos extremamente atentos a certas medidas que foram tomadas, nomeadamente em relação à imprensa. A imprensa deve ser livre, como em todo o lado, e principalmente na Turquia.”

O dossier migratório está longe de gerar consenso. A chanceler alemã, Angela Merkel, referiu que “a Europa precisa de uma solução sustentável” e que “o combate à migração ilegal só é possível com a Turquia.”

Gülsüm Alan, euronews – Face à crise migratória, a União Europeia encontra-se entre a espada e a parede e dá muita importância ao apoio que a Turquia pode prestar. Em três meses, esta é a segunda visita do primeiro-ministro turco a Bruxelas. Para Ancara, a resolução da crise migratória está associada à resolução do conflito sírio.