EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Acordo euro-turco sobre refugiados: "Fumo branco" em Bruxelas entre UE e Turquia

Acordo euro-turco sobre refugiados: "Fumo branco" em Bruxelas entre UE e Turquia
Direitos de autor 
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

O primeiro-ministro finlandês, Juha Sipilä, anunciou esta sexta-feira, em Bruxelas: União Europeia (UE) e Turquia chegaram a acordo no âmbito da

PUBLICIDADE

O primeiro-ministro finlandês, Juha Sipilä, anunciou esta sexta-feira, em Bruxelas: União Europeia (UE) e Turquia chegaram a acordo no âmbito da crise migratória.

O responsável anunciou o acordo na rede social Twitter, esperando-se, pelas 16h20 (menos uma hora em Lisboa), uma confirmação oficial.

Turkki-sopimus hyväksyttiin.

— Juha Sipilä (@juhasipila) 18 de março de 2016

O documento ainda não oficializado do acordo pressupõe, por exemplo, de forma temporária, que todos os migrantes clandestinos, isto é, sem estatuto de refugiados, que viajem a partir de 20 de março da Turquia para a Europa através das ilhas gregas serão “devolvidos” à Turquia, ao abrigo da lei internacional e da regulamentação da União Europeia, e excluindo qualquer forma de expulsão coletiva.

#EUCOAhmet_Davutoglu</a> returning to the Council to meet with the 28 to finalize deal.</p>&mdash; Turkish Deleg. to EU (AvbirDT) 18 de março de 2016

Outros pontos do doumento proposto pelos líderes europeus e entregue esta sexta-feira, em Bruxelas, ao primeiro-ministro turco, Ahmet Davutoglu, pelo presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk:

  • Por cada sírio obrigado a regressar à Turquia a partir das ilhas gregas, outro sírio será deslocado da Turquia para a União Europeia de acordo com o critério de vulnerabilidade das Nações Unidas;
  • A Turquia deverá tomar todas e quaisquer medidas para prevenir novas rotas clandestinas, por mar ou por terra, de migrantes ilegais a caminho da Europa, tendo de cooperar com os países vizinhos assim como com a UE para este efeito;
  • A União Europeia, em cooperação estreia com a Turquia, irá acelerar o desembolso dos 3 mil milhões de euros incialmente disponibilizados, ao abrigo do fundo de ajuda para os refugiados na Turquia, para garantir o financiamento de mais projetos destinados a pessoas em necessidade de proteção temporária. A UE irá mobilizar o financiamento de outros 3 mil milhões adicionais até ao final de 2018.

Συμπεράσματα Συνόδου #EUCO. #RefugeeCrisis#MigrationEUhttps://t.co/CzwILIYdpgpic.twitter.com/kWiCjh3c7e

— Ευρωπαϊκή Επιτροπή (@EEAthina) 18 de março de 2016

Meeting #euco with #Turkey – National briefing: #PT#Costagovpt</a> <a href="https://twitter.com/hashtag/migrationEU?src=hash">#migrationEU</a> <a href="https://twitter.com/hashtag/refugeecrisis?src=hash">#refugeecrisis</a> <a href="https://t.co/PGMQFJoiq4">https://t.co/PGMQFJoiq4</a></p>&mdash; EU Council TV News (EUCouncilTVNews) 18 de março de 2016

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Grécia: Hepatite A e desânimo, no acampamento de Idomeni

Zeid Ra'ad Al Hussein: "Não deveremos aceitar qualquer forma de retorno coletivo"

Co-presidente dos Conservadores e Reformistas Europeus não descarta apoio ao PPE após eleições