Brasil: Rousseff exclui reforma ministerial antes de voto de "impeachment"

Brasil: Rousseff exclui reforma ministerial antes de voto de "impeachment"
De  Rodrigo Barbosa com AFP
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Dilma Rousseff excluiu qualquer remodelação ministerial até à votação do processo de destituição do cargo de presidente do Brasil, atualmente em

PUBLICIDADE

Dilma Rousseff excluiu qualquer remodelação ministerial até à votação do processo de destituição do cargo de presidente do Brasil, atualmente em curso na Câmara dos Deputados.

O voto está agendado para a próxima segunda-feira, segundo o presidente da comissão que está a analizar o pedido de “impeachment”.

Na apresentação da defesa da presidente brasileira à comissão, o advogado de Rousseff acusou o líder da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, de “perseguição pessoal”.

Numa manifestação na segunda-feira à noite em São Paulo, o antecessor e mentor da chefe de Estado, Lula da Silva, apelou aos apoiantes para sairem à rua no dia em que for votado o processo de destituição.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Lula da Silva pede a apoiantes de Dilma Rousseff que saiam às ruas

Brasil: Nomeação de Lula pode ser o princípio do fim de Dilma

Requerentes de asilo em Dublin queixam-se de tratamento “desumano”por parte do Governo