Papa pede mais abertura para divorciados que volta a casar

Papa pede mais abertura para divorciados que volta a casar
De  Marco Lemos com agência ecclesia, afp, lusa, efe, reuters
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Na aguardada exortação apostólica sobre a família, Francisco defende maior abertura para os divorciados que voltam a casar e fala na "dimensão erótica do amor" como um "dom de Deus"

PUBLICIDADE

Na muito aguardada exortação apostólica “A Alegria do Amor” – ‘Amoris Laetitia’ – o papa Francisco defende uma maior abertura da Igreja Católica perante os divorciados que voltam a casar.

O Sumo Pontífice rejeita soluções únicas e universais, apontado o “caminho do discernimento” aos padres, que devem avaliar caso a caso as chamadas situações familiares “irregulares”, abrindo a porta dos sacramentos aos recasados, porque, afirma Francisco, “já não é possível dizer que todos os que estão numa situação chamada ‘irregular’ vivem em estado de pecado mortal” e “ninguém pode ser condenado para sempre, porque esta não é a lógica do Evangelho”.

“Temos de acompanhar com misericórdia e paciência a possibilidade de crescimento das pessoas”, completou o cardeal que apresentou o documento, citando o Papa.

Inédita é a referência à sexualidade sem fins reprodutivos. Segundo Francisco, “a dimensão erótica do amor” é “um dom de Deus”.

A exortação apostólica “A Alegria do Amor”, um documento com 260 páginas dedicadas à família e ao casamento surge depois de dois sínodos, em 2014 e 2015, que ilustraram as profundas divisões da Igreja na busca de uma resposta à evolução da sociedade.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Mulheres que dizem ter sido abusadas por um jesuíta outrora famoso exigem transparência ao Vaticano

Já há árvore de Natal na Praça de São Pedro, no Vaticano

Papa Francisco cancela presença na COP28 por razões de saúde