EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

OCDE diz que "Brexit" seria como um imposto para os britânicos

OCDE diz que "Brexit" seria como um imposto para os britânicos
Direitos de autor 
De  Miguel Roque Dias com Reuters; AFP
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Cada britânico arrisca-se a perder o equivalente a um mês de salário, caso o Reino Unido abandone a União Europeia. O aviso partiu do

PUBLICIDADE

Cada britânico arrisca-se a perder o equivalente a um mês de salário, caso o Reino Unido abandone a União Europeia.

O aviso partiu do secretário-geral da Organização de Cooperação e Desenvolvimento Económico, a menos de dois meses do referendo.

#Brexit would constitute a tax of £2200 per household/yr by 2020 & up to £5000 by 2030: OECD https://t.co/DHPCRDAnWWpic.twitter.com/UauKzusm33

— OECD (@OECD) April 27, 2016

Para Angel Gurria, o “Brexit” seria como um imposto que poderá resultar, no período de quatro anos, numa queda de 3% do Produto Interno Bruto do país.

“O Brexit, um pouco como um imposto, vai atingir o bem-estar e os bolsos dos cidadãos do Reino Unido. Ao contrário da maioria dos impostos este não vai, no entanto, financiar a prestação de serviços públicos ou fechar a lacuna fiscal. O ‘imposto Brexit’ seria uma pura perda de peso morto”, assegura Gurria.

A OCDE alerta, ainda, que caso, a 23 de junho, os britânicos optem por sair do grupo dos 28, as economias da União Europeia iriam contrair cerca de 1%.

Gurria diz, ainda, que “a nossa conclusão é inequívoca. O Reino Unido é muito mais forte fazendo parte da Europa e a Europa é muito mais forte com o Reino Unido como uma força motriz. Não há nenhuma vantagem, para o Reino Unido, no Brexit.”

O movimento “Vote Leave” acusou Angel Gurria de estar a acossar os eleitores. Os defensores do “Brexit” colocam em causa a credibilidade da OCDE que, há uns anos, defendeu que o Reino Unido devia aderir ao euro.

De acordo com as últimas sondagens realizadas pelo portal “What UK Thinks”, a manutenção na União Europeia vence com 54% dos votos, contra 46% para a saída do grupo dos 28.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Pós-Brexit: bebidas com baixo ou nenhum teor alcoólico serão vendidas como "vinho" no Reino Unido

Unionistas terminam bloqueio: parlamento da Irlanda do Norte pode retomar atividade no fim de semana

OCDE revê previsões de crescimento em baixa e teme inflação