EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Programa europeu MEDIA celebra 25 anos em Cannes

Programa europeu MEDIA celebra 25 anos em Cannes
Direitos de autor 
De  Rodrigo Barbosa
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Este ano, o Festival de Cinema de Cannes é também o palco do vigésimo quinto aniversário do programa europeu MEDIA. Desde que foi lançado, em 1991, o

PUBLICIDADE

Este ano, o Festival de Cinema de Cannes é também o palco do vigésimo quinto aniversário do programa europeu MEDIA. Desde que foi lançado, em 1991, o programa investiu 2.400 milhões de euros na cultura e diversidade europeias, nomeadamente na produção de filmes e na sua distribuição, na Europa e a nível internacional.

O Comissário Europeu para a Economia e a Sociedade Digital diz que “é uma história de sucesso. São cem milhões de euros por ano, usados para cofinanciar o cinema europeu, trabalhos europeus e para enviar uma mensagem clara: conteúdo europeu e diversidade cultural, com uma proteção europeia”. Günther Oettinger acrescenta que está “satisfeito” com o resultado.

Este ano, nada menos do que nove dos 21 filmes na competição oficial de Cannes receberam ajudas do programa europeu.

O realizador Costa Gravas diz que “o MEDIA faz um trabalho formidável. E se for ampliado, serão feitos ainda mais filmes europeus, que virão certamente a Cannes e a outros festivais do mundo inteiro”.

Pierre Lescure, presidente do Festival de Cannes, diz que “um filme europeu é um filme que amamos e acerca do qual dizemos que só um espanhol, um francês ou um inglês poderia fazer um filme assim”.

Entre os filmes que concorrem para a Palma de Ouro de 2016 com financiamento do MEDIA, conta-se “Julieta”, de Pedro Almodóvar, ou “Rester Vertical”, de Alain Guiraudie.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Alessandra Mussolini foi insultada e agredida em Estrasburgo

França: governo cede aos agricultores e adia plano para eliminar uso de pesticidas

Jacques Delors, o arquiteto da União Europeia moderna