Exclusivo Euronews: Jaques Wagner apela à solidariedade da UE para com o Brasil

Exclusivo Euronews: Jaques Wagner apela à solidariedade da UE para com o Brasil
De  Euronews com MICHEL DOS SANTOS
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Em entrevista exclusiva à Euronews, Jaques Wagner, antigo Ministro da Casa Civil de Dilma, apelou à solidariedade europeia para com o Brasil

PUBLICIDADE

Depois do afastamento da Presidente brasileira Dilma Rousseff do poder no passado dia 12 de maio, no quadro do processo de destituição ou “impeachement”, Jacques Wagner, antigo Ministro da Casa Civil, deu uma entrevista exclusiva à EURONEWS.

Wagner defendeu o caráter democrático do sistema político brasileiro apelou à solidariedade europeia para com o Brasil:

“Eu creio que todos os democratas da União Europeia e do mundo inteiro têm de se preocupar com países como o Brasil, uma das maiores democracias do mundo ocidental”, disse Wagner à Euronews.

Desde janeiro de 2015, nossos adversários levantam a bandeira do impeachment sem causa. #LutoPelaDemocracia

— Jaques Wagner (@jaqueswagner) 12 de maio de 2016

O antigo número dois da presidente Dilma disse também que a oposição ao governo interino de Michel Temer vai continuar:

“Vamos continuar nesta resistência e queremos contar com a solidariedade internacional e daqueles que, como nós, entendem que o que houve no Brasil foi uma eleição indireta travestida de impeachment da presidente Dilma”, continuou.

O Partido dos Trabalhadores (esquerda) do antigo Presidente Lula da Silva e da presidente afastada, Dilma Rousseff, não reconhece o atual governo interino de Michel Temer e defende que o processo de destituição de Rousseff foi uma forma encontrada pela direita no Brasil para afastar PT do poder.

PT divulgou resolução sobre conjuntura política e outra sobre as eleições 2016. Leia as 2 resoluções: https://t.co/9y8uRWRisi

— PT Brasil (@ptbrasil) 18 de maio de 2016

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Brasil: Temer encontra-se com sindicatos para debater reformas na segurança social

Brasil: Dilma Roussef diz que vai lutar para voltar ao governo

"Bloco da latinha": este desfile de Carnaval ouve-se muito antes de se ver