ONU condena violência no Sudão do Sul

ONU condena violência no Sudão do Sul
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O Conselho de Segurança das Nações Unidas reuniu-se de urgência em Nova Iorque e condenou nos termos mais duros a violência no Sudão do Sul, além de expressar choque e indignação por ataques a bases d

PUBLICIDADE

O Conselho de Segurança das Nações Unidas reuniu-se de urgência em Nova Iorque e condenou nos termos mais duros a violência no Sudão do Sul, além de expressar choque e indignação por ataques a bases da ONU no país.

Intensificaram-se os combates na capital Juba entre as tropas leais ao Presidente Salva Kiir e os que apoiam o vice-presidente Riek Machar.

A violência começou ainda na quinta-feira e desde então já terão morrido 272 pessoas, segundo fontes oficiais.

Na sexta-feira, os dois líderes encontraram-se, apelaram à calma e desdramatizaram a situação.

No entanto, depois de uma aparente acalmia no sábado, os confrontos regressaram.

Mais três mil civis procuraram refúgio junto da ONU.

#SouthSudan has one of the highest rates of conflict-induced displacement. We're concerned- https://t.co/VMBCjI3w5Rpic.twitter.com/KHMRp1phqY

— UN Refugee Agency (@Refugees) July 10, 2016

As Nações Unidas tentam lidar com a vaga de deslocados, uma base foi mesmo atingida por fogo pesado.

Um capacete azul chinês morreu, e vários outros, incluindo ruandeses, ficaram feridos.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Requerentes de asilo em Dublin queixam-se de tratamento “desumano”por parte do Governo

Sudão: 18 milhões enfrentam fome severa

Emmanuel Macron quer resposta política para os motins