EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

Soldado americano que passou informação ao Wikileaks tentou suicidar-se

Soldado americano que passou informação ao Wikileaks tentou suicidar-se
Direitos de autor 
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Os advogados do soldado norte-americano preso por ter fornecido ficheiros confidenciais ao site Wikileaks confirmaram que a cliente se tentou suicidar na semana…

PUBLICIDADE

Os advogados do soldado norte-americano preso por ter fornecido ficheiros confidenciais ao site Wikileaks confirmaram que a cliente se tentou suicidar na semana passada. Bradley Manning, que agora se chama Chelsea, qualificou-se, há um ano, para tratamentos hormonais para mudar de sexo.

Num comunicado, a equipa que defende Manning diz que o soldado vai continuar sob observação na prisão.

Chelsea Manning, então Bradley, foi condenada em 2013, a 35 anos de prisão por ter entregado documentos confidenciais ao Wikileaks, depois de vários anos a trabalhar como analista de informações secretas na guerra do Iraque.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Primárias no Michigan: Biden vence corrida dos democratas e Trump triunfa entre republicanos

Biden aponta responsabilidades a Trump pela insurreição do Capitólio

Demasiado velho? O debate sobre o limite de idade na política