Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Terror e turismo: causa e efeito

Terror e turismo: causa e efeito
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Com as férias de verão em curso, o contexto turístico junto ao Mediterrâneo está a mudar. Quando escolhemos um destino turístico, é normal precavermos uma série de situações. O mais importante será certamente a segurança.

Mais de 80 pessoas foram mortas quinta-feira, 14 de julho, na famosa marginal de Nice, um dos ex-líbris da Riviera francesa. Ao contrário dos habituais animados jantares de famílias e grupos de amigos, nos hotéis e restaurantes da zona assistiu-se ao medo e às lágrimas das pessoas.

Como é que isto vai afetar o popular destino da Costa Azul francesa? É o que analisamos nesta edição de Business Line assim como a situação noutros pontos turísticos do Mediterrâneo.

A Turquia tem sido palco de vários ataques nos últimos anos. O aeroporto e Istambul foi alvo de um atentado há pouco tempo e no último fim de semana houve uma tentativa falhada de golpe militar. Tudo junto agrava de forma significativa a imagem da Turquia.

Estes populares destinos não vão, como é óbvio, desaparecer das brochuras turísticas, mas quem planeia férias ou escapadelas vai certamente pensar duas vezes quando estiver a delinear os próximos planos de viagem. Vão certamente procurar destinos mais seguros como Portugal, Espanha ou talvez a Grécia.

Para aprofundar esta relação impossível entre o terrorismo e o turismo debatemos este tema com três jornalistas da euronews que têm vindo a acompanhar quase ao minuto os recentes acontecimentos: Sohie Desjardin, chefe da equipa francesa; Tuba Altunkaya, da equipa turca; e Symela Touchtidou, da nossa delegação em Atenas, Grécia. Vejam o que elas dizem no vídeo em cima.