Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Arménia: um polícia morto em cerco a esquadra policial

Arménia: um polícia morto em cerco a esquadra policial
Tamanho do texto Aa Aa

Um polícia foi morto este sábado por homens armados em cerco a uma esquadra de polícia na capital arménia, Erevan, depois de o serviço de segurança nacional ter avisado que abriria fogo pelas 16 horas locais se o grupo não depusesse as armas.

A 17 de julho, a esquadra da polícia foi cercada por homens armados pró-oposição que mataram um polícia e fizeram reféns.

Através de um vídeo, exigiam a libertação do líder da oposição Jirair Sefilian e a demissão do presidente Serzh Sarksyan.

13 dias depois, todos os polícias foram já libertados, mas o grupo armado, ainda com reféns feitos esta quarta feira, e que se identifica com o partido opositor Parlamento Constituinte, ganhou o apoio de milhares de cidadãos que saem às ruas todos os dias para expressar solidariedade.

A manifestação de ontem saldou-se em 165 detidos e mais de 60 feridos, depois de uma carga policial quando os manifestantes quebraram o cordão policial e se aproximaram da esquadra.

Para um enquadramento da origem do protesto, pode ler este artigo.