EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Rio2016: Polícia brasileira detém Patrick Hickey, membro do Comité Executivo do COI

Rio2016: Polícia brasileira detém Patrick Hickey, membro do Comité Executivo do COI
Direitos de autor 
De  Nara Madeira com Folha de S.Paulo, Terra Brasil, O Globo
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

A polícia brasileira deteve esta manhã, segundo vários meios de comunicação brasileiros, Patrick Hickey, membro do Executivo do Comité Olímpico Internacional.

PUBLICIDADE

A polícia brasileira deteve esta manhã, segundo vários meios de comunicação brasileiros, Patrick Hickey, membro do Executivo do Comité Olímpico Internacional.

O também presidente do Comité Olímpico da Irlanda foi detido onde estava hospedado, o Windsor Marapendi, na Barra da Tijuca, mas levado para o hospital, depois de dizer que se estava a sentir mal. Hickey sofreu um ataque cardíaco há seis meses.

Patrick Hickey é acusado de fazer parte de um esquema de venda ilegal de bilhetes destinados ao Comité irlandês e que não podiam ser vendidos, como explica Ricardo Barbosa, investigador do departamento anticorrupção:

“Além disso, outros ingressos vieram, diretamente, do Comité Olímpico da Irlanda, são nominais ao Comité Olímpico da Irlanda, não podiam estar na posse da THG e não poderiam ser objeto de venda a título de programa de hospitalidade.”

Deste a semana passada que várias pessoas foram detidas no âmbito deste processo. Também esta quarta hoje terão sido presos Ken Murray, Eamon Collins e Michael Glynn, da empresa Pro 10, que comercializa os bilhetes do Rio 2016.

Bilhetes para os grandes eventos olímpicos terão chegado a valores astrómicos. Como um deles, para a cerimónia de abertura, que chegou aos 8 mil dólares.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Quatro detidos por alegada invasão da casa de campo do primeiro-ministro britânico

Youtuber Diamond Tema deixa a Turquia após ameaças de prisão

Jornalista norte-americano Evan Gershkovich vai ser julgado na Rússia por espionagem