Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Itália: Marco Morelli, o novo patrão do Monte dei Paschi di Siena

Itália: Marco Morelli, o novo patrão do Monte dei Paschi di Siena
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Os mercados acolheram com agrado a nomeação de Marco Morelli como novo presidente executivo do banco italiano Monte dei Paschi di Siena (MPS). A cotação bolsista voltaria a recuar horas depois.

Marco Morelli, com 54 anos, é o antigo diretor da filial italiana do Bank of America Merill Lynch. Antes da nomeação pelo Conselho de Administração, Morelli recebeu a luz verde do BCE.

A missão de Morelli não é fácil. Terá de salvar a terceira maior instituição bancária de Itália.

O Monte dei Paschi de Siena é o banco mais antigo do mundo, mas também o mais frágil da Europa, como revelaram os testes de resistência do Banco Central Europeu, em julho.

O banco detém 47 mil milhões de euros de ativos tóxicos ou em crédito malparado e, desde o início do ano, as ações já perderam 80% do valor. Além disso precisa de realizar um aumento de capital, num valor de cinco mil milhões de euros. É o terceiro desde 2014 e os investidores mostram-se reticentes.

Na semana passada, o então presidente executivo, Fabrizio Viola, apresentou a demissão, para permitir à direção reconquistar os investidores. Mas não será fácil. O banco vale apenas 679 milhões de euros no mercado.

Além disso, esta quinta-feira, a justiça italiana adiou, para 1 outubro, a decisão sobre o julgamento dos 16 ex-dirigentes do MPS. Estes são investigados pelo alegado desvio de fundos do banco. Segundo o juíz, a defesa precisa de tempo para analisar os novos documentos.