EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Hungria: Viktor Órban quer reforçar vedação com referendo de Outubro

Hungria: Viktor Órban quer reforçar vedação com referendo de Outubro
Direitos de autor 
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Dezenas de ativistas acamparam frente à estação de Budapeste, para assinalar o primeiro aniversário da vedação fronteiriça construída pelo governo húngaro durante a crise…

PUBLICIDADE

Dezenas de ativistas acamparam frente à estação de Budapeste, para assinalar o primeiro aniversário da vedação fronteiriça construída pelo governo húngaro durante a crise migratória.

O protesto ocorre em plena campanha para o referendo de 2 de Outubro, convocado pelo executivo contra o plano de distribuição de migrantes adotado pela União Europeia.

Um dos organizadores do protesto,Aliz Pocsuvalszki, afirma:

“O governo utiliza o tema da imigração de uma forma extremamente desprezível só para obter votos, mesmo depois de terem fechado as portas a todos os refugiados”.

O governo populista de Viktor Órban tinha sido o primeiro executivo europeu a decidir encerrar as suas fronteiras ao afluxo de milhares de refugiados na chamada rota dos balcãs.

O primeiro-ministro faz agora campanha pelo NÃO ao plano europeu de distribuição de refugiados, depois de ter recusado o que considera ser “quotas de imigrantes” impostas ao país.

Segundo as sondagens, a maioria dos húngaros deverá apoiar nas urnas a posição do executivo. A consulta popular necessita, no entanto, de um mínimo de 50% de participação. A oposição de esquerda apela a um boicote ao referendo, apoiado por quase um quarto dos eleitores.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Na Hungria, uma nova oposição liderada por Péter Magyar desafia Viktor Orbán

Opositor de Orbán mobiliza milhares em manifestação anti-governo

Húngaros céticos e divididos quanto ao potencial de mudança das eleições europeias