EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

EUA apontam o dedo à Rússia

EUA apontam o dedo à Rússia
Direitos de autor 
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Washington responsabiliza Moscovo pelo bombardeamento aéreo contra uma coluna de ajuda humanitária do Crescente Vermelho, na Síria.

PUBLICIDADE

Washington responsabiliza Moscovo pelo bombardeamento aéreo contra uma coluna de ajuda humanitária do Crescente Vermelho, na Síria.

Uma posição partilhada pelo Observatório Sírio dos Direitos Humanos

O ataque desta segunda-feira já levou as Nações Unidas a suspender toda a ajuda humanitária no país devastado por uma guerra que se arrasta desde 2011.

“Todas as informações indicam claramente que houve um ataque aéreo. Isso significa que só pode haver dois responsáveis: o regime sírio ou o governo russo. De qualquer forma, consideramos que o Governo russo é responsável já que se comprometeu a cessar as hostilidades para permitir a entrada de ajuda humanitária na região” refere Ben Rhodes, conselheiro de Segurança da Casa Branca.

18 dos 31 camiões que transportavam comida e medicamentos ficaram destruídos. As equipas do Crescente Vermelho terão recebido luz verde do governo sírio para entrar na província de Alepo.

A Rússia que desmente qualquer envolvimento no ataque já saiu em defesa do regime de Bashar Al-Assad.

Moscovo divulgou, entretanto, imagens dos alegados responsáveis pelo ataque atribuído aos rebeldes, ou seja, às forças que combatem o regime sírio.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Síria: Centro médico destruído em ataque aéreo

Contrainformação no sangrento ataque a um comboio humanitário na Síria

François Hollande diz "Basta!" ao conflito sírio na AG das Nações Unidas