Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Iraque: Operação em Mossul pode provocar nova tragédia humana

Iraque: Operação em Mossul pode provocar nova tragédia humana
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

As organizações humanitárias estão preocupadas com o aumento repentino de refugiados que a ofensiva militar em Mossul vai provocar.

A comunidade humanitária está, desesperadamente, a tentar preparar-se.

Courtney Lare Conselho Norueguês de Refugiados

De acordo com a Organização das Nações Unidas, pelo menos cem mil pessoas irão fugir da cidade e procurar refúgio na Síria ou na Turquia.

Para o Conselho Norueguês de Refugiados os números são mais elevados, como afirma, em Erbil, Courtney Lare: “O CNR está a preparar-se para as ondas massivas de deslocações, provenientes de Mossul. Nas primeiras semanas, estamos à espera de até 200 mil pessoas de um total de cerca de 700.000 que irão fugir de Mossul nos próximos meses. A comunidade humanitária está, desesperadamente, a tentar preparar-se mas tantas pessoas, ao mesmo tempo, é extremamente desafiante”.

Para fazer face a esta nova tragédia humana, a agência da ONU para os refugiados lançou um apelo para um reforço adicional de cerca de 56 milhões de euros para fornecer tendas e outros bens aos deslocados tanto no Iraque como nos países vizinhos.

O vice-primeiro-ministro turco, Numan Kurtulmus, referiu que se a operação de Mossul correr mal centenas de migrantes fugirão para a Turquia” e o país está pronto para recebê-los. No entanto avisa que não haverá necessidade disso “se a operação em Mossul for tratada corretamente.”

O ACNUR estima que há mais de três milhões de deslocados, no Iraque. Uma situação que pode agravar-se com a debandada dos habitantes de Mossul.

Em 2014, quando o grupo Estado Islâmico instituiu o “califado” na Síria e no Iraque, a cidade albergava mais de um milhão e meio de moradores.