Última hora

EUA: Trump sem espaço para subir nas sondagens

EUA: Trump sem espaço para subir nas sondagens
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Apenas a três semanas das eleições nos Estados Unidos, as últimas sondagens confirmam a tendência já indicada. Donald Trump está retido na parte inferior, a meio dos 40% e com um espaço muito reduzido de crescimento.
É claro que ele não pode ganhar a presidência com eleitores homens de pele branca de uma dada classe trabalhadora.
Comparativamente, Trump está muito mais atrás do que há quatro anos estava Mitt Romney, quando este perdeu a favor do presidente Obama.

O problema de Trump é a falta de um potencial de crescimento, o que parcialmente explica por que decidiu ele avançar para recupera um certa base ao centro, enquanto espera que uma grande parte do eleitorado de Obama se abstenha de votar.

Enquanto isso, Hillary Clinton continua a ser cautelosa e mantém a dinâmica a contra-relógio. Por conseguinte, a sua campanha está a gastar os recursos máximos em estados conservadores como Georgia, Arizona e até Texas, para obrigar Donald Trump a defender-se.
Com tanta coisa em jogo esperamos outro novo grande confronto, no debate final desta quarta-feira.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.