Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Demolição da "Selva de Calais" arranca esta terça-feira

Demolição da "Selva de Calais" arranca esta terça-feira
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

A demolição da chamada “Selva de Calais” arranca esta terça-feira. Uma boa parte de quem aqui habitava, alguns há vários anos, foi já levada para centros de acolhimento.

Com a certeza de que não há nada a fazer, e de que o Reino Unido só se comprometeu a receber metade das crianças desacompanhadas que aqui viviam, e já recebeu parte delas, muitos atropelam-se para, pelo menos, tentar uma nova vida em França.

Até agora não houve problemas de maior, alguma tensão apenas, natural numa situação como esta, mas para a maioria o importante agora é deixar o passado e pensar no futuro:

“Vou ficar aqui em França, e pedir asilo, porque não consegui ir para o Reino Unido. Tive muitos problemas no meu país, por causa dos talibãs, muitos problemas, por isso abandonei o meu país. É difícil para mim, mas vou sobreviver”, desabafa Hassan Ali Youssafzai, um paquistanês.

Sobreviver é o que quem aqui viveu tem feito. Agora, uns dizem que querem ir para uma grande cidade, como Paris, onde acreditam terão maiores oportunidades. Outros têm ainda dificuldade em assimilar que o sonho britânico acabou. Resta saber quantas destas pessoas conseguirão, de facto, asilo em França.