Última hora
This content is not available in your region

Rússia bloqueia Linkedin. Facebook e Twitter podem ser as próximas 'vítimas'.

euronews_icons_loading
Rússia bloqueia Linkedin. Facebook e Twitter podem ser as próximas 'vítimas'.
Tamanho do texto Aa Aa
A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.